Notícias

ALERGIA

DEFINIÇÃO:
A alergia é uma resposta exagerada do nosso organismo quando este entra em contato com determinadas substâncias. Todos estamos expostos a muitos alergênios e, na maioria, convivemos com eles sem problemas. Em uma pessoa não alérgica, a reação protetora que o organismo produz contra estas substâncias é nula ou de baixa intensidade e permanece despercebida. Já em uma pessoa alérgica se desencadeará uma resposta exagerada cada vez que entrar em contato com o alergênio. Estas são as chamadas atópicas (aquelas pessoas predispostas geneticamente a desenvolver uma resposta exagerada contra estímulos provenientes do meio ambiente).

 

OS ALERGÊNIOS:
Muitas substâncias podem causar alergia como a poeira de casa, pólens e alguns alimentos.
Aqui no Brasil a poeira domiciliar é o fator mais importante. Ela é constituída por descamação da pele humana e de animais, restos de pelos de cães e gatos, restos de barata e outros insetos, fungos, bactérias e organismos microscópicos que são chamados ácaros .
O principal fator da poeira que causa alergia é o ácaro.

 

 

RINITE
É uma inflamação das mucosas do nariz, que aparece de forma recorrente e atinge cerca de 30% da população.
Ela quase é causada por alergias.

INVERNO
A queda do sistema imunológico, o ressecamento natural da pele por causa do frio e até a pouca exposição ao sol podem resultar no aparecimento no agravamento de problemas dermatológicos já existentes.

 

DERMATITE CONTATO
É a inflamação da pele resultante do contato direto com substâncias que causam reação alérgica ou inflamatória. Ocorre mais comumente nas mãos, braços e face.
Também pode ser provocada pela exposição a um determinado material ao qual a pessoa seja hipersensível ou alérgica, como: fragrância, adesivos, cosméticos, etc. O ressecamento da pele pelo frio, a idade ou o uso roupas mais quentes, de lã, pode aparecer algum tipo de sensibilização.
A aplicação de cremes hidratantes nas peles secas aumenta sua resistência.
 

PREVENÇÃO
Para prevenção de alergias respiratórias, deve-se evitar permanecer por muito tempo em locais mal ventilados, não fumar, evitar ambientes com cheiros fortes, ficar longe do mofo e, em caso de repetição freqüente, procurar tratamento preventivo prescrito por um médico otorrinolaringologista. Para prevenção das dermatites, deve-se utilizar cremes protetores do tipo barreira, utilizar sabonetes neutros e evitar banhos longos e muito quentes.

TRATAMENTOS
O tratamento da alergia deve ser prescrito por um médico.
Para alergias respiratórias inclui medicamentos antialérgicos, descongestionantes, analgésicos, anti-térmicos, anti-inflamatórios e até antibióticos.
Nas dermatites o tratamento é feito com medicação oral para sedar a coceira e cremes corticóides. Assim que as lesões melhoram, o tratamento é feito apenas com o uso de sabonete e creme hidratante e nutritivo.




Para melhor resultado, o tratamento deve ser individualizado para cada paciente de acordo com o quadro apresentado. Consulte seu médico.

Telefones de Contato Corpo Clínico